O que é Programação Neurolinguística – PNL?

0
771

O que é programação neurolinguística – PNL?

A PNL é um poderoso instrumento de realização pessoal e profissional que estuda a estrutura da experiência subjetiva. Ela estuda os padrões (“programação”) criados pela interação entre o cérebro (“neuro”), a linguagem (“lingüística”) e o corpo.

A PNL estuda como o cérebro e a mente funcionam, como criamos nossos pensamentos, sentimentos, estados emocionais e comportamentos e como podemos direcionar e otimizar esse processo. Em outras palavras, ela estuda como o ser humano funciona e como ele pode escolher maneira que quer funcionar.

Seu desenvolvimento se fundamenta no estudo da excelência humana, modelando pessoas que têm facilidades para superar obstáculos, resolver conflitos, e atingir seus objetivos, tornando um excelente caminho para o autoconhecimento e uma base sólida para alcançar o sucesso pessoal, profissional e até espiritualista.

A PNL estuda como se processa o pensamento. Pensar é usar os sentidos internamente. Pensamos vendo imagens internas, ouvindo sons ou falando internamente e tendo sensações. Também estuda a influência da linguagem que, embora seja produto do sistema nervoso, ativa, direciona e estimula o cérebro e é também a maneira mais eficaz de ativar o sistema nervoso dos outros, facilitando a comunicação.

Alguns objetivos da PNL

Atingir o autoconhecimento através de técnicas modernas e sofisticadas que capacita pessoas se relacionar melhor com a realidade, criando um modelo de mundo mais rico e fortalecedor. Trabalhando suas crenças e valores e eliminando a auto sabotagem, você pode mudar a maneira como se relaciona com o mundo e pode eliminar comportamentos e hábitos indesejáveis. E o mais importante é que você vai criar um plano estratégico do seu sucesso e a especificar as suas metas.

Entenda o que é PNL

É um modelo prático de aperfeiçoamento e evolução humana através de um conjunto de técnicas que transformam elementos lingüísticos, fisiológicos e de representação interna da realidade individual.

Quando e como surgiu a PNL?

Surgida em meados dos anos 70, nos Estados Unidos, a partir dos estudos de comunicação humana feito pelos pesquisadores Richard Bandler, Jonh Grinder, Robert Dilts, Todd Epstein, entre outros.

No início de suas investigações, eles mostraram que o ser humano não opera diretamente no mundo em que vive, mas cria modelos e “mapas do mundo” que são usados para guiar seus comportamentos. Um dos modos específicos pelo quais as experiências individuais são representadas corresponde aos sistemas lingüísticos. Assim a Programação Neurolingüística (P.N.L.) estuda o tipo de linguagem empregada pela pessoa, suas distorções, omissões, generalizações e demais peculiaridades para conhecer melhor a estrutura interna do funcionamento do cérebro humano.

A P.N.L. nos apresenta técnicas que possibilitam uma transformação de limitações em qualquer campo de atuação e quanto mais alinhados estes campos estiverem, mais a pessoa se sente com o Bem Estar, Confiança, Segurança, Bom Humor, Tranquilidade, Harmonia, Paz, Saúde, Prosperidade e como consequência, aumenta sua possibilidade de Evolução, consegue ficar mais atenta, mais presente, mais consciente de cada momento de sua vida.

A parte “Neuro” da PNL reconhece a ideia de que todos os comportamentos nascem dos processos neurológicos da visão, audição, olfato, paladar, tato e sensação. Percebemos o mundo através dos cinco sentidos. “Compreendemos” a informação e depois agimos. Nossa neurologia inclui não apenas os processos mentais invisíveis, mas também as reações fisiológicas a ideias e acontecimentos. Uns refletem os outros no nível físico.

A parte “Linguística” do título indica que usamos a linguagem verbal ou corporal para ordenar nossos pensamentos e comportamentos.

A “Programação” refere-se à maneira como organizamos pensamentos e comportamentos à fim de produzir resultados desejados. É possível “modelar” a programação de pessoas que obtiveram ou obtêm o resultado que é desejado por nós.

A PNL trata da estrutura da experiência humana subjetiva, de como organizamos o que vemos através dos nossos sentidos. Também examina a forma como descrevemos isso através da linguagem e como agimos, intencionalmente ou não, para produzir resultados. Este conceito é baseado na pressuposição de que todo comportamento tem uma estratégia, e que esta pode ser descoberta, modelada e mudada (reprogramada).

Fontes

Instituto de Neurolinguítica Aplicada
Práticas e Técnicas de PNL
PNL Os Segredos